Bolo de Pote imagem destacada

Olá, tudo bem?

Sou Luis Felipe e neste artigo eu gostaria de ter um papo sério e de muito respeito com você que nos acompanha neste momento. Gostaria de apresentar o caso de sucesso das irmãs que investem 300 reais e vendem 200 bolos de pote por semana.

Esse tal Bolo de Pote está dando o que falar!!

OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO:

Aprenda a Fazer Deliciosos Bolos de Pote, Tortas incríveis e os famosos Naked Cakes, que são presença garantida em festas e casamentos, sejam eles simples ou luxuosos! Comece seu próprio negócio sem precisar ser uma confeiteira ou especialista em culinária.

*Bônus Especial Papo de Respeito: Livro Online – Curso Básico de Cupcakes e aprenda Como Fazer Cupcakes Deliciosos, Divertidos e Fáceis. Passo a Passo Completo!

>>>> Clique Aqui e Saiba Mais!!

Mariana Borges de Paiva, dentista de 35 anos, e Adriana Borges de Paiva, pedagoga de 32 anos superaram as dificuldades que suas profissões lhe proporcionam e buscaram novas alternativas e se apaixonaram pelo Bolo de Pote.

Bolo de Pote IrmãsJuntas, extrapolaram as barreiras e limitações pessoais e profissionais e com persistência e foco viraram empresárias com um irrisório investimento de R$ 300 inicial.

Investiram em bolo de pote gelados em potes individuais. O valor de cada unidade vendida varia entre R$ 8 e R$ 10 e os sabores são diversos, podemos citar os de abacaxi, bombom, morango, churros (hummmm), merengue, mousse de chocolate, leite ninho, pistache, prestígio, entre outros mais.

Adriana Borges contou ao portal G1 que sempre foram, ela e sua irmã, atraídas por ter um negócio próprio. “Temos várias pessoas na família que trabalham com gastronomia. Nossa mãe faz bolos divinos e nosso pai é um super cozinheiro. Minha avó, a Dona Elci, na década de 70 foi uma grande confeiteira e fazia sucesso na cidade com seus bolos, doces, bombons e salgados. Acreditamos que é de família esse gosto pela cozinha e por desenvolver algo novo para o mercado”, falou.

Ela disse ainda que Uberlândia, cidade onde moram, o Bolo de Pote que elas fazem é uma novidade e isso cativou e fidelizou seus clientes. Olha que legal!! Elas estudaram seu mercado e viram oportunidades nesse negócio. Já despontam como empreendedoras.

“Decidimos fazê-lo de maneira diferente, ou seja, com menos massa, mais recheio e mais cobertura. O resultado é um produto cremoso, com sabor suave e menos doce”, afirmou Adriana.

São quatro meses com o Bolo de Pote, mas já nos consideramos empreendedoras. Temos um produto diferenciado, de qualidade, feito com muito cuidado e amor, presentes também no atendimento que dispensamos aos nossos clientes”, disse ainda Adriana Borges.

Saiba mais:

Empreendedora fatura R$ 720 mil só com brigadeiro

Isabela Ferracini está à frente da Madame Formiga, especializada em brigadeiros e fatura R$ 720 mil.

>> Eu Quero Saber Mais!!

Empreendedora monta bike para vender brigadeiros e doces finos

Gabriela Neves usou a criatividade para montar a Sweet Bike e vencer a crise

>> Essa eu Quero Saber Mais!!

Brasileira ganha R$ 600 mil por mês vendendo coxinhas a R$ 1,00

Com um investimento de R$ 60 mil, Lorena e sua família deram início, em 2011, ao Zé Coxinha, uma lanchonete que vende copos com mini-coxinhas…

>> Saiba Mais…

Retorno do Investimento

Mariana Borges de Paiva contou que o negócio começou com apenas R$ 300, uma batedeira emprestada e uma cozinha não utilizada na casa dos pais delas. “Desde o primeiro pote, que já queríamos que fosse personalizado, pensamos no nome e na logomarca.  Na sequência definimos as receitas que são um mix de família e criações nossas. Após uma semana de planejamento inicial (compras e confecção dos adesivos, definição dos sabores, escolha do nome da empresa), no dia 31 de janeiro fizemos as primeiras receitas e postamos no Instagram. A ‘La Divine Gâteau’ nasceu assim e, desde então, não paramos mais de fazer bolo”, expôs.

Com o investimento já retornado, a venda semanal das irmãs gira em torno de 200 potes e o número, segundo elas, vem crescendo a cada semana. O “queridinho” é o sabor ninho com morango. Na geladeira os bolos têm a validade de três dias. Todos os sabores podem ser congelados por um mês.

Parte do lucro vem sendo empregado no próprio negócio. As irmãs acrescentaram que devido as encomendas e ao retorno do negócio, a mãe delas também se tornou sócia da empresa e que ela ajuda em tudo, desde a fabricação até a venda dos bolinhos.

Expectativas da Sociedade entre Irmãs

As irmãs dizem só ver vantagens na parceria. Elas afirmaram que têm total confiança uma na outra. “Vamos nos completando a cada dia, fazendo o melhor que cada uma pode fazer. Como temos outros empregos muitas vezes temos horários diferentes para nos organizar, mas uma continua fazendo o que a outra começou e tudo acaba dando certo”, disse Adriana Borges.

Ela acrescentou que as expectativas das sócias são continuar fazendo bolos com produtos de qualidade e seguir agradando aos clientes que têm se tornado a cada dia mais fiéis e divulgadores dos bolos. “É uma felicidade ter o retorno de nossos clientes, que postam, elogiam e fazem propaganda para nós nas redes sociais”, disse.

Mariana Borges complementou a fala da irmã e finalizou confessando que no início era difícil conciliar a empresa com o trabalho, pois os afazeres eram muitos. “Mesmo com essas dificuldades a gastronomia nos dá prazer. Consideramos que fazer bolo é uma oportunidade de proporcionar doçura na vida de nossos clientes, é fazer parte da vida deles com algo gostoso e de qualidade. Fazemos porque amamos fazer”, concluiu.

Os Bolos podem ser em taças também

Bolo de Pote em taça

Além do Bolo de Pote tradicional, as mineiras ainda comercializam os bolos em taças para eventos. O litro sai a R$ 35 a R$ 43, variando conforme o sabor. Atualmente elas fazem taças até quatro litros.

As irmãs recebem encomendas e agendamento de entregas de segunda a sábado das 7h às 14h. A empresa delas trabalha com cartão de débito. Para as taças, as encomendas são feitas, no mínimo, com dois dias de antecedência.

Fica a dica!!!


Então… você gostou? Eu acredito que SIM!

O que você acha de:

  1. Obter o mesmo sucesso ou tão bom quanto o das Mineiras vendendo Bolo de Pote;
  2. Aprender a preparar os doces mais pedidos do momento;
  3. Trabalhar de casa, sorrindo, satisfeita e com a autoestima nas alturas, porque você aprendeu a fazer coisas maravilhosas que te dão lucros;
  4. Imagine que você conseguir tudo isso sem precisar ir a cursos presenciais, longos e cansativos;
  5. Ser valorizada pelo que faz;
  6. Ganhar o salário que você gostaria e merece;
  7. Trabalhar de casa e ter tempo livre;
  8. Estar mais perto da sua família;
  9. Assumir o controle da sua vida e fazer acontecer!
  10. Contribuir melhor para sua renda familiar.

*Bônus Especial Papo de Respeito: Livro Online – Curso Básico de Cupcakes – Aprenda Como Fazer Cupcakes Deliciosos, Divertidos e Fáceis. Passo a Passo Completo!

Aprenda em pouco tempo e de maneira simples a fazer Bolo de Pote e abra seu próprio negócio.


Gostou? Então curta, compartilhe e comente!!

Abraços…

Luis Felipe S. Cunha
Papo de Respeito
www.papoderespeito.com.br

5 Comentários

  1. Parabéns às irmãs . Acreditaram e fizeram acontecer . E ainda fazem o que gostam . Sucesso para vocês .

  2. Parabéns a as irmãs pelo desempenho , pois acreditaram e assim realizaram algo de muita importância que não tivera êxito mas também fez com que outras pessoas perceberem que vale a pena lita por um ideal.

  3. vcs estão servindo de exemplo para mim, sempre gostei de cozinhar e sem trabalhei fora no comercio, ano passado eu engravidei da minha segunda filha e parei de trabalhar, agora minha bebe está com seis meses e estou sentindo a necessidade de fazer algo que eu possa conciliar em cuidar da minha filha, da minha casa e ganhar dinheiro, como amo cozinhar decidi que farei bolo no pote, sobremesas no pote e vou vender, se Deus quiser vai dar tudo certo.
    lendo o testemunho de vcs fiquei ainda mais incentivada. OBRIGADA!

    • Kleo, seja bem vinda ao mundo das empreendedoras que não se deixam levar pelas dificuldades e responsabilidades do nosso cotidiano. Tu és a típica mulher guerreira que o nosso país “chorão” está precisando… Digo chorão porque, escutamos muito falar da tal crise, mas a pergunta que ninguém responde ou quer responder é “O que você está fazendo para superar a crise?”… Força mulher e mãos à obra!!

  4. Adorei esse negocio! vou indicar para minha amiga que está precisando muito de uma renda extra.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Close